Santo Antônio de Pádua

2.10.15


Vamos conhecer um pouquinho a História de Santo Antônio de Pádua...

Santo Antônio com o Menino Jesus 
Ocorre já no fim da sua vida e este fato foi contado pelo conde Tiso aos confrades de Santo Antônio após sua morte. Estando o Santo em casa do conde Tiso, em Camposampiero, recolhido num quarto em oração, o conde vê uma luz radiante no quarto dele, curioso, espreita pelas frestas de uma porta a atitude de Frei Antônio; depara-se então uma cena miraculosa: a Virgem Maria entrega o Menino Jesus nos braços de Santo Antônio. O menino tendo os bracinhos enlaçados ao redor do pescoço do frade conversava com ele amigavelmente, arrebatando-o em doce contemplação. Sentindo-se observado, Santo Antônio faz conde Tiso jurar que só contaria o visto após a sua morte. Santo Antônio como a maioria dos santos era muito devoto de Nossa Senhora. 

Santo Antônio e os lírios
O lírio é um símbolo e tem alguns significados: o mais antigo remete a Pádua; o lírio é a flor da estação na qual Antônio morreu; é a flor do campo, ornamental, perfumada,medicinal e frágil. Há ainda um segundo atributo, paralelo: a natureza, mostrada, pelos franciscanos, como sinal de Deus. O outro significado e o mais importante, refere-se à pureza, à castidade, à pobreza e ao vigor do testemunho de vida, na entrega do coração virginal a Deus.
Os lírios significam a pureza do coração e da alma, a santidade.
Santo Antônio é sem dúvida o "Santo dos Milagres". A sua relação de milagres - iniciada em vida foi imensa, que lhe valeram a canonização em menos de um ano, é, na história da Igreja, a mais vasta e variada. Foi a canonização mais rápida da Igreja.
A devoção popular o colocou entre os santos mais amados do Cristianismo, e foi chamado pelo Papa Leão XIII , “o santo do mundo todo”.



Santo Antônio e o Casamento
a fama de Santo Antônio é a de que uma moça muito bonita, que havia perdido as esperanças de arranjar um marido, apegou-se a Santo Antônio. Dizem que a mulher adquiriu uma imagem do santo e colocou-a em um pequeno oratório. Todos os dias, a jovem colhia flores e as oferecia a Santo Antônio sempre pedindo que este lhe trouxesse um marido.
Mas, passaram-se semanas, meses, anos. e nada do noivo aparecer.
Então, tomada pelo desgosto e pela ingratidão do santo, ela atira a imagem pela janela. Neste exato momento, passava um jovem cavalheiro que é atingido pela imagem do Santo. Ele apanha a imagem e vai entregar à jovem, que se apaixona por ele e atribui a sua chegada a fé por Santo Antônio.
A partir daí, as moças solteiras que querem casar começaram a fazer orações pedindo ajuda ao santo e cultuando sua imagem. Entre as simpatias mais populares, acredita-se que as jovens devem comprar uma pequena imagem do Santo e tirar o Menino Jesus do colo, dizendo que só o devolverá quando conseguir encontrar o amor, ou ainda, virar o Santo Antônio de cabeça para baixo.

Veja também

0 comentários